12 Mitos ou Verdades sobre a Dengue





 
 

O verão está chegando e, com ele, aumentam os riscos de proliferação do Aedes aegypt. Confira mitos e verdades sobre a dengue e aprenda a se proteger.
 
1- O Aedes aegypt vem sofrendo mutações.

Verdade. Recentemente, pesquisadores do Instituto Butantan descobriram que o Aedes aegypt evoluiu geneticamente para sobreviver a temperaturas mais baixas.  Ele agora se adapta a temperaturas mais amenas. Outros estudos indicam que o mosquito da dengue está mais forte e resistente a inseticidas.

2- Quem já teve dengue não terá mais a doença.

Mito. Existem quatro subtipos do vírus da dengue, e uma pessoa pode desenvolver a doença ao ser infectada com um subtipo com o qual não teve contato anteriormente.

3- Só é preciso se preocupar com a proliferação do mosquito durante o período de chuvas?

Mito. O mosquito pode se reproduzir a partir de ovos depositados em água parada como garrafas, pneus, caixas d'agua, entre outros recipientes. Períodos de estiagem podem ser particularmente perigosos pelo hábito de armazenamento de água.

4- O mosquito da dengue só se reproduz em água limpa.

Verdade. O mosquito só se reproduz em água limpa e parada, pois a fêmea precisa de oxigênio para que seus ovos possam se desenvolver e gerar novos mosquitos. 

5- A dengue pode ser transmitida de diferentes formas.

Mito. Ao contrário de outras doenças virais, a dengue não é transmitida pelo ar ou por contato direto ou indireto com pessoas doentes. A dengue precisa de um vetor para passar de uma pessoa para outra e isso é feito exclusivamente pelo mosquito. Quando a fêmea do mosquito Aedes pica uma pessoa com a doença, o vírus infecta o inseto. 

6-O Aedes aegypt só circula durante o dia.

Mito. O mais comum é as picadas acontecerem durante o dia e no fim da tarde. Durante a noite, os mosquitos não costumam sair para voar e ficam abrigados entre plantas e nos entulhos. Mas isso não impede que, eventualmente, saiam e piquem alguém.

7- Repelentes inibem o mosquito da dengue.

Verdade. O repelente reduz o risco de picadas pelos mosquitos e pode ser utilizado toda vez que a pessoa for a um local onde provavelmente existam insetos. Seu uso deve ser criterioso, sem excessos, e respeitar as recomendações dos fabricantes e dos profissionais de saúde. 

8 - Existe vacina para dengue.

Verdade. Está em fase de testes a vacina para evitar a dengue.


9- É possível evitar a dengue com medidas simples.

Verdade. Para evitar que a doença se prolifere, a principal dica é eliminar os criadouros, evitando jogar lixos em locais impróprios e tomando alguns cuidados de prevenção, checando, pelo menos uma vez por semana, os locais que acumulam água, como vasos de flores, suportes para velas e material descartável, copos plásticos e garrafas pet.

10- Ao identificar sintomas como fortes dores no corpo, de cabeça, vômitos e náuseas constantes, é necessário procurar atendimento em uma unidade de saúde.

Verdade. Se estiver com suspeita de dengue, o mais indicado a fazer é procurar o serviço de saúde mais próximo. Na fase inicial da dengue, é difícil diferenciá-la de outras doenças como a gripe e, por isso, faz-se necessário o acompanhamento médico. 

11- Só tem dengue hemorrágica quem contrai a doença pela segunda vez.

Mito. A dengue hemorrágica é mais comum em pessoas que já tiveram a forma clássica da doença, mas isso não quer dizer que pessoas infectadas pela primeira vez não possam ter complicações desse tipo. Se não houver um acompanhamento eficaz do paciente infectado com a dengue clássica, ela pode se associar a outros fatores gerando complicações, até mesmo uma evolução para a dengue hemorrágica.

12 - Dengue não mata.

Mito. A morte por dengue acontece quando a pessoa sofre uma lesão muito grave no fígado, desidrata ou tem grande queda de pressão arterial ou do número de plaquetas.

12 Mitos ou Verdades sobre a Dengue 12 Mitos ou Verdades sobre a Dengue Editado por saude.chakalat.net on 03:46 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.