Dengue faz governo do AM decretar emergência em 9 cidades





O governador do Amazonas, Omar Aziz, decretou nesta quarta-feira estado de emergência em razão da dengue em nove municípios. A capital, Manaus, além de Humaitá, Nova Olinda do Norte, Barcelos, Lábrea, Tefé, Coari, Codajás e Itacoatiara definirão planos emergencias para combater o mosquito Aedes aegypti e controlar a doença.

Em todo o Estado, desde o dia 1º de janeiro deste ano, foram notificados 4.671 casos de dengue, dos quais 1.173 confirmados. O número de notificações já alcança o total de casos confirmados em 2010 (4.182) e representa a metade dos registros de 2008 (8,5 mil casos confirmados).

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, a Secretaria de Saúde de Manaus já foi orientada a definir um novo plano de controle para a capital. Prefeitos e secretários de saúde dos demais municípios atingidos vão se reunir para elaborar seus planos emergenciais.

Manaus é o município com o maior número de notificações (3.082) e 1.161 casos confirmados. Em Tefé, as notificações chegaram a 526, embora haja apenas um caso da doença foi confirmado. Em Coari, há 185 casos notificados e em Lábrea, 170. Nos demais municípios o número de notificações é pequeno. No entanto, é alta a população de mosquitos.

O Amazonas está incluído no grupo dos 16 Estados brasileiros com maior risco de epidemia, segundo critérios do Ministério da Saúde. Entre os motivos está a vulnerabilidade da população, principalmente aos sorotipos 1 e 3, e a recente entrada do vírus tipo 4. Além disso, contribuem para os riscos a presença do mosquito em 28 dos 62 municípios e a alta mobilidade populacional.

A dengue
A doença é transmitida pela picada do mosquito hospedeiro infectado Aedes aegypti. O vírus passa por um período de incubação de quatro a 10 dias. Os primeiros sinais são febre alta, dor nas articulações e músculos, fraqueza, falta de apetite, manchas avermelhadas pelo corpo, fortes dores de cabeça e dor no fundo dos olhos.

A chamada dengue clássica cura-se naturalmente, quando o organismo livra-se do vírus através de anticorpos. A forma hemorrágica, no entanto, requer mais cuidados. Quando o paciente apresenta o quadro hemorrágico existe sangramento da gengiva, das narinas e de órgãos internos, o que ocasiona as dores abdominais.

Não existe um tratamento específico para a dengue. São tratados somente os sintomas, ou seja, antitérmicos auxiliam a controlar a febre e os analgésicos amenizam as dores musculares e de cabeça, por exemplo. A dengue é uma doença de cura definitiva e espontânea. Isso quer dizer que a pessoa estará sã quando o ciclo do vírus se completar no organismo. Quando há suspeita de dengue, todos os medicamentos que sejam feitos à base de ácido acetil salicílico têm de ser evitados.

Dengue faz governo do AM decretar emergência em 9 cidades Dengue faz governo do AM decretar emergência em 9 cidades Editado por Dani Souto on 17:51 Nota: 5

Um comentário:

Gilberto Ulhoa disse...

muito bom o que escreveram nesse site
e ainda tem uma animação super engraçada haha
http://temporadafora.com/vlog/dengue

Tecnologia do Blogger.