Ministérios traçam plano conjunto de combate à dengue





Com a presença da presidenta Dilma Rousseff, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, coordenou na manhã de hoje (11/01) reunião interministerial para definir as ações que o governo federal executará, de forma integrada, para combater a dengue em todo o país. A ideia é promover iniciativas capazes de prevenir e controlar a doença, bem como garantir atendimento de qualidade, em tempo adequado, para a população acometida pela dengue. A presidenta reforçou a necessidade de as ações integradas começarem imediatamente, contando com a participação das Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde das localidades em alerta.

Segundo Padilha, a dengue não será vencida se não contar com a proatividade de todos os setores. "Cada pasta trabalhará dentro de sua área de atuação, mas de forma articulada, pois a dengue não é só um desafio para o setor saúde. A ideia é dar visibilidade aos métodos de prevenção e controle, de forma a garantir a mudança nos hábitos da população e o atendimento rápido e de qualidade às pessoas que desenvolverem a doença", explica o ministro da Saúde.

Durante a reunião, Alexandre Padilha relatou a situação da doença no país e apresentou uma lista de sugestões de medidas a serem adotadas pelas pastas convocadas ao encontro de ontem. Em seguida, os representantes da Casa Civil e da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República e dos ministérios das Cidades, Defesa, Educação, Integração Nacional, Justiça, Meio Ambiente, Turismo, Transportes, Previdência Social e Desenvolvimento Social passaram a detalhar como será sua participação na força-tarefa de combate à doença.

Mobilização – O novo mapa do Risco Dengue mostra que 16 Estados apresentam risco muito alto e outros cinco estão com risco considerado alto de epidemia. "Por determinação da presidenta, faremos uma reunião presencial com os representantes dessas 16 secretarias aqui em Brasília, possivelmente até a próxima semana. A partir disso estaremos em contato direto com os gestores e equipes de campo por meio de videoconferências", destacou Padilha.

O Ministério da Saúde articula ainda melhorar o controle da evolução do número de casos e de óbitos em decorrência da doença nas localidades com maior risco de epidemia. Alexandre Padilha garantiu que dará continuidade às visitas aos municípios e capitais que apresentam, no momento, tendência de aumento de casos de dengue. O objetivo é sensibilizar gestores e população.

"Já estive, na última sexta-feira, no Rio de Janeiro. Foi minha primeira agenda oficial fora de Brasília. E já temos equipes técnicas em Manaus (AM) e Rio Branco (AC), que visitarei na próxima semana. O combate à dengue está entre as prioridades desta gestão e do governo da presidenta Dilma Rousseff", encerrou Alexandre Padilha.
Ministérios traçam plano conjunto de combate à dengue Ministérios traçam plano conjunto de combate à dengue Editado por Dani Souto on 14:50 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.