Dengue é mais comum em crianças





Segundo o Ministério da Saúde, aumentou o número de casos de dengue em crianças, que são mais vulneráveis do que os adultos. Quando elas têm a chamada febre hemorrágica da dengue, têm mais chances do quadro se agravar e é quase sempre fatal.

No começo parecia um resfriado, mas não era. "Sentia febre, mal estar, cansaço, falta de apetite, dor de estômago muito forte", conta a estudante Maria Elisa Silva. A mãe dela correu para o posto de saúde: "Eu só não queria que ela fizesse parte das estatísticas".

Os sintomas da dengue muitas vezes são confundidos com os de uma gripe ou virose. E no caso das crianças, o diagnóstico é ainda mais difícil, porque nem sempre elas conseguem explicar com detalhes o que estão sentido.No médico, o medo da mãe se confirmou. Maria Elisa estava com dengue. De acordo com o Ministério da Saúde, até 2004, praticamente não havia registro da doença em menores de 15 anos no Brasil. Hoje, eles representam 25% dos casos em todo o país. Em algumas cidades como Rio de Janeiro, Manaus e Fortaleza, mais da metade dos infectados são crianças.

Uma pesquisa feita pela Universidade de Brasília com crianças que tiveram dengue apontou os sintomas mais comuns: febre e manchas vermelhas na pele, sangramentos, dores de cabeça e na barriga e vômito. Nos pequenos, o tipo mais grave de dengue, a hemorrágica pode evoluir com pressa. Por isso, além de procurar logo um hospital, os médicos dão uma dica simples e importante.

"Antes de tomar qualquer medicação, você deve e pode se hidratar. Você tomando líquidos você tem chances de não ter um caso de agravamento de dengue", pede o coordenador de Controle da Dengue do Ministério da Saúde, Giovanini Coelho.

E mais uma vez, não custa lembrar. Não deixe água parada em nenhum lugar da casa. Assim, todos nós evitamos a criação do mosquito transmissor da dengue.

Dengue é mais comum em crianças Dengue é mais comum em crianças Editado por Dani Souto on 14:21 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.