Paulistas se sentem culpados pela Dengue






Um estudo realizado pela Análise, Pesquisa e Planejamento de Mercado no Estado de São Paulo mostra que, para 79% dos entrevistados, a culpa da epidemia de dengue é da própria população, que não toma os cuidados necessários para combater o mosquito transmissor da doença. E outros 13% creditam a culpa ao Governo, que não realiza ações necessárias no combate. Durante o ano de 2009, o Ministério da Saúde confirmou um total de 7.960 casos de dengue no Estado, e este número vem crescendo em 2010.

Realizando uma pesquisa telefônica com mil pessoas - entrevistadas nos dias 24 e 25 de fevereiro deste ano -, os pesquisadores notaram que, quando os participantes foram perguntados se costumam tomar alguma atitude para evitar a dengue, 98% afirmaram que sim. Dentre as atitudes adotadas para prevenir a doença, a pesquisa apontou que 99% dos entrevistados mantêm a caixa d'água tampada, 98% não deixam vasos, garrafas e pneus com água parada e 71% apelam para inseticidas ou repelentes para combater o mosquito.

"Apesar de a pesquisa apontar a população como a principal culpada pela dengue, 98% afirmam tomar alguma atitude para evitar o problema. Não deixa de ser uma contradição, pois, naturalmente, as pessoas não se incluem como culpadas. É a velha história de que a culpa é sempre do meu vizinho e, de vizinho em vizinho, chegamos a 79% da população", explica Rodrigo de Souza Queiroz, diretor da Análise, Pesquisa e Planejamento de Mercado.

Paulistas se sentem culpados pela Dengue Paulistas se sentem culpados pela Dengue Editado por Dani Souto on 10:48 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.