Casos de dengue aumentam 49% em uma semana em Belo Horizonte






A chegada das chuvas nos últimos dias tem preocupado a Secretaria de Saúde de Belo Horizonte, já que a água pode levar à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. 

Nesta quarta-feira (3), o balanço da doença na capital mineira apontou que 1.582 casos já foram confirmados desde o dia 1º de janeiro deste ano. O número é 32,7% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. 

No balanço anterior, apresentado no dia 24 de fevereiro, o número de casos confirmados era de 1.062 - o que mostra que houve um aumento de 49% de uma semana para outra. 

Em Divinópolis, região Centro-Oeste do Estado, o problema é ainda mais alarmante, com aumento de 2.500% no número de casos da doença neste ano em relação a 2009. 

- Os ovos que foram colocados no veranico em contato com a água agora reiniciam o processo de evolução, informou o secretário-adjunto de Saúde, Fabiano Pimenta. 

Segundo ele, por ser uma doença sazonal, cuja transmissão é maior entre novembro e maio, é possível que a cidade continue tendo "um patamar elevado". 

Até o momento, a capital registrou 5.011 notificações da doença. Além dos casos confirmados, 651 foram descartados e 2.778 aguardam resultados de exames. 

A Região de Venda Nova é a que apresenta o maior número de casos - com 554 confirmações -, seguida pelas regiões Norte (246) e Noroeste (213). Foram confirmados dois casos de dengue com complicações nas regionais Leste e Norte e um caso de febre hemorrágica na região Noroeste. 

Em Minas Gerais, desde o início do ano até esta quarta-feira (3), foram notificados 27.747 casos. Em Arcos, uma pessoa morreu por febre hemorrágica. Onze mortes estão sendo investigadas. Além disso, seis pessoas morreram por complicações da doença. 

Divinópolis em alerta para epidemia 

O aumento em mais de 2.500% no número de casos notificados de dengue em Divinópolis neste ano em relação ao ano passado colocou a Vigilância em Saúde Municipal em alerta. 

A proposta imediata para combater a propagação dos casos é a criação de um ambulatório exclusivo para atender moradores com suspeita da doença. A cidade já decretou surto epidêmico, com 79 casos confirmados de dengue clássica e quatro suspeitos do tipo hemorrágica. 

- Somente neste ano já notificamos 808 casos suspeitos de dengue em toda a cidade. Este aumento é atípico, porque geralmente o pique acontece entre os meses de março e abril. Se compararmos com o mesmo período do ano passado, quando foram somente 31 notificações, houve um aumento de 2.506%", disse o coordenador da Vigilância em Saúde Ambiental, Eulino Veloso. 

Já o balanço da gripe suína mostra que, em BH, neste ano, foram notificadas 35 suspeitas de Influenza A (H1N1). Desses casos, três foram confirmados e dois desses pacientes morreram. A primeira vítima deste ano foi uma belo-horizontina de 30 anos, que trabalhava em Carajás, no Pará. A outra morte confirmada foi de um rapaz de 29 anos. As causas de outro óbito ainda estão sendo investigadas. Em Minas, em 2009, foram notificados 9.716 casos. Desses, 1.565 foram confirmados e 155 morreram.
Casos de dengue aumentam 49% em uma semana em Belo Horizonte Casos de dengue aumentam 49% em uma semana em Belo Horizonte Editado por Dani Souto on 04:09 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.